Kramnik,Vladimir (2801) – Giri,Anish (2798) [D78]
Zuerich Chess Challenge Rapid 5th Zuerich (4), 2016
[Mauro de Souza]


Ao longo de 2016, o ex-campeão mundial Vladimir Kramnik jogou excelentes partidas. Apesar alguns empates rápidos ainda aparecerem aqui e ali (deixando a impressão de que Kramnik reserva às vezes suas energias para momentos mais decisivos, especialmente quando o adversário é seu grande rival Veselin Topalov!), o russo produziu também algumas partidas dignas de estudo. Quem curte seu estilo posicional com certeza teve motivos para ficar satisfeito.
Na partida a seguir, Kramnik mostra que mesmo um dos jogadores mais sólidos e promissores da nova geração pode não ser páreo para alguém nascido e criado na escola soviética e que treinou com Botvinnik “em pessoa” quando criança.

————————

1.Nf3 d5 2.g3 g6 3.Bg2 Bg7 4.d4 c6 5.0-0 Nf6 6.b3 0-0 7.Bb2 Bf5 8.c4 a5 9.Nc3 Ne4 10.cxd5! um lance novo que não consta da minha base. [10.Rc1 Nxc3 11.Bxc3 Be4 12.e3 e6 13.Bh3 Nd7 14.Qe2 Bxf3 15.Qxf3 Nf6 16.Qe2 Ne4 17.Be1 f5= 0-1 Grischuk-Radjabov / Baku 2014] 10…Nxc3 11.Bxc3 cxd5 12.Ne5! centralização. 12…Nc6 13.Qd2 a4 [13…Nxe5 14.dxe5 deixa d5 fraco.]

14.Nxc6 bxc6 15.b4 Bc8!? apesar da aparência bizarra, esta jogada não é ruim. Em b5, o bispo defende de forma eficaz o peão de c6. 16.e4! Ba6 17.Rfe1 dxe4 18.Bxe4 a vantagem de espaço confere às Brancas uma pequena iniciativa, mas nada muito sério ainda. 18…Bb5 19.Rac1 e6 20.a3 Qd6 21.Bb2 Rfd8 22.Red1 Rac8 23.Rc5 Qb8 24.Rdc1 Qb7 25.Qg5 h6 26.Qf4 Qd7

27.Bf3 g5? um lance que cria uma debilidade sem necessidade. 28.Qe3 Rc7 29.Qc3 Rdc8 30.Be4 Qd6 31.Bb1 Kf8 32.Qc2!? Ke7? uma perda de tempo. [as Negras podiam ter capturado o peão 32…Bxd4!? 33.Rd1 e5 34.Rxe5! c5! (34…Qxe5? 35.Bxd4 Qe2 36.Bc5+ Re7 37.Qxe2 Bxe2 38.Re1 Ke8 39.Bxe7 Kxe7 40.Rxe2++-) 35.Ree1 Qf6=] 33.Re1! Kf8 o rei volta para sair do ataque da torre. [agora, com o rei em e7, capturar o peão não funciona. 33…Bxd4? 34.Rd1 e5 35.Rxe5+!] 34.d5!

kramnik-x-giri-zurique-2016-34

um rompimento no centro que cria ameaças letais à segurança do rei das Negras, mostrando que a debilidade na diagonal b1-h7 criada por 27…g5 é muito maior do que Giri imaginava. 34…e5 [34…Bxb2? 35.Qxb2+- cxd5 (35…exd5 36.Qh8#) 36.Rxb5; o lance 27…g5? se revela ainda mais desastroso por esta linha: 34…exd5 35.Bxg7+ Kxg7 36.Qh7+ Kf8 37.Qh8#]

35.Rc1 Bf6 36.Qf5 Bg7 37.dxc6 Bxc6 38.Qc2 [segundo meu Fritz 38.Qd3 era ainda mais eficiente.] 38…Qe6 39.Qf5 Qd6 40.Ba2 Be8 41.Qxc8!! Rxc8 42.Rxc8 Qd2 43.R1c7 Qxb2 44.Rxf7+ Kg8 45.Rxe8+ Kh7 46.Bd5 1-0

[46.Bd5 Qe2 47.Be6 Qe1+ 48.Kg2 Qe4+ 49.Kh3 g4+ (49…h5 50.Bf5+ Kh6 51.Re6+ Bf6 52.Rexf6#) 50.Kh4 e as Negras não podem parar o lance fatal Bf5.]

Anúncios